4a Semana do P8SM

Bem vindo à Quarta Semana do Programa de 8 Semanas de Mindfulness!

Para esta quarta semana, o tema é:

“Explorando as emoções”

A proposta de prática formal para esta semana está disponível no audio desta secção: vamos aumentar para uma prática de 5 minutos, como forma desafio à nossa perseverança. Procure manter em mente a motivação inicial de criar um novo hábito, uma nova rotina que inclui a prática formal de Mindfulness. Experimentar os vários momentos do dia para encontrar aquele que lhe faz mais sentido.

Preparado/a?

A proposta da prática informal para esta semana é composta por 3 momentos:

–  mantenha o seu momento diário de lavar os dentes, tomar banho, conduzir, o seu momento em que “se está de pé está de pé, se está deitado, está deitado” por um minuto, para ir treinando a sua Presença;

– dar-se conta ao longo da semana, quais as emoções que convivem mais consigo no dia-a-dia (se quiser anotar num caderno), por exemplo, acordo confiante/triste, tomo o pequeno almoço preocupado/despreocupado, almoço com cuidado/alegremente, trabalho com atenção/determinado, venho para casa alegre/insatisfeito, etc;
– sempre que esta semana estiver perante uma situação em que sinta emoções diferentes daquelas que estava a sentir anteriormente, procure investigar e nomear que emoção é essa? Alegria? Tristeza? Surpresa? Raiva? Frustração?.

Para ajudar nesta descoberta e nomeação das emoções, aqui fica uma lista de emoções:

Lista de Emoções

E para terminar, aqui fica a inspiração para esta semana

 

Desencaixotar emoções verdadeiras

Procuro dizer o que sinto 
Sem pensar em que o sinto. 
Procuro encostar as palavras à ideia 
E não precisar dum corredor 
Do pensamento para as palavras. 
Nem sempre consigo sentir o que sei que devo sentir. 
O meu pensamento só muito devagar atravessa o rio a nado 
Porque lhe pesa o fato que os homens o fizeram usar. 

Procuro despir-me do que aprendi, 
Procuro esquecer-me do modo de lembrar que me ensinaram, 
E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos, 
Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras, 
Desembrulhar-me e ser eu, não Alberto Caeiro, 
Mas um animal humano que a Natureza produziu. 

 Alberto Caeiro

 abrindo bau

Boa semana! 🙂